Primavera: conheça as doenças mais comuns da estação

Mudanças climáticas têm efeitos sobre a saúde em todas as estações, na primavera não seria diferente, além de suas lindas flores e paisagens vem também alguns riscos para a saúde. Durante esse período, algumas doenças costumam ser comuns, pensando nisso listamos abaixo quais as principais doenças e como você pode agir para se prevenir.

Asma

As doenças respiratórias no geral costumam aparecer bastante com mudanças climáticas, a asma é uma doença séria e precisa de atenção e tratamento, porém algumas medidas podem ajudar para que crises sejam evitadas ou controladas.

Por esse motivo, a ingestão de líquidos, eliminação do consumo de cigarro, limpeza da casa, lençóis, fronhas e edredons é sempre bem-vinda, colocar colchões e travesseiros no sol também é uma boa opção pois evita o aparecimento de ácaros, que pioram as crises.

Tosse seca, taquicardia e garganta irritada são alguns dos sintomas mais comuns, fique atento e procure ajuda médica!

Rinite

Uma doença alérgica muito comum que apresenta sintomas como coriza, espirros e coceiras na região nasal. Desse modo, algumas das formas de prevenção incluem limpeza da casa e umidificação do ar. Pode ser necessário o uso de antialérgicos e soro nas narinas, porém estes demandam avaliação médica antes do uso.

Conjuntivite alérgica

Outra alergia comum é a Conjuntivite alérgica, esta causa sensibilidade à luz, lacrimejamento, vermelhidão e coceira nos olhos, seu tratamento é dado basicamente por higienização e hidratação da área ou por meio de colírios.

A prevenção é feita através do uso de produtos de limpeza com cheiro ameno ou inodoro, troca de fronhas e lençóis constantes,e também evitar fumaça de cigarro próximo a pessoas alérgicas. 

Catapora

Outra doença comum na Primavera é a Catapora, a doença possui vacina e esta é a melhor forma de prevenção contra o vírus que é altamente contagioso. Os infectados têm erupções cutâneas, coceiras e febre alta, o tratamento é feito com o uso de antitérmicos e analgésicos. 

Logo, recomenda-se banhos e compressas de água fria e não é recomendado coçar ou remover as crostas que surgem na pele. Ao aparecerem sintomas deve-se procurar o médico especialista

Leave A Comment