Dor abdominal: quais são as causas? O que fazer?

São várias as causas da dor abdominal, podendo ser desconfortos temporários, como por intolerâncias alimentares, até questões mais sérias, como infecções por vírus ou bactérias, estresse e ansiedade ou câncer de estômago ou intestino.

A manifestação geralmente vem associada à diarreia, que acontece pelo aumento da atividade intestinal e de evacuações, mas também pode incluir outros sintomas, como vômitos e febres. Confira algumas das causas da dor abdominal e o que fazer ao apresentar o sintoma:

Alergia ou intolerância a alimentos

A alergia a alimentos pode ocorrer em seguida ao consumo de proteína do leite, glúten, ovo, por exemplo, causando dor abdominal e produção de gases. Além disso, o álcool também pode irritar o intestino quando consumido em bebidas.

Gastrite ou úlcera gástrica

A gastrite é a inflamação do revestimento do estômago, enquanto a úlcera gástrica é uma ferida nele. Elas podem causar dor abdominal intensa nos pacientes, principalmente após a ingestão de alimentos muito gordurosos ou picantes.

Infecções de intestino

As infecções podem ser causadas por vírus, bactérias, amebas ou vermes, e geralmente resultam em dor abdominal, seguida por diferentes sintomas, como febre, vômito, entre outros.

Uso de alguns medicamentos provoca dor abdominal

Além dos remédios laxantes, outros medicamentos, como anti-inflamatórios e antibióticos, podem acelerar os movimentos do intestino ou reduzir a absorção de líquidos. Isso geralmente favorece o aparecimento de dor abdominal e diarreia.

Doenças inflamatórias intestinais

Patologias inflamatórias intestinais, como a doença de Crohn e a retocolite ulcerativa, podem resultar em lesões no órgão, dificultando seu funcionamento. Nos casos mais graves, podem apresentar sintomas como anemia e sangramento e muco nas fezes, além de perda de peso.

Estresse ou ansiedade

A saúde emocional também pode afetar o funcionamento do intestino, por aumentarem a quantidade de adrenalina e cortisol no corpo, que aceleram a atividade intestinal. Os sintomas costumam melhorar quando a situação causadora do estresse ou ansiedade é resolvida.

Refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico ocorre quando o ácido do estômago chega ao esôfago, resultando em irritações e inflamações em seu revestimento. A doença é comum em pessoas que estão acima do peso, sejam diabéticos e fumantes, ou tenham hérnia de hiato, por exemplo.

Intestino irritável

É chamada de síndrome do intestino irritável quando há inflamação do revestimento do intestino, tendo causa específica ou não. Nesta patologia, é comum o paciente sentir fortes cólicas, excesso de gases e diarreia intercalada com prisão de ventre.

Câncer de intestino ou estômago

Câncer, tanto de intestino quanto de estômago, altera o funcionamento e o ritmo dos órgãos. É mais raro a dor abdominal ser um sintoma da doença, mas, nos casos mais avançados, o paciente sente uma dor constante e muito forte.

 

O que fazer para melhorar a dor abdominal?

De modo geral, a dor abdominal deve ser analisada junto com outros sintomas. Nos casos mais leves, a enfermidade cura entre 3 e 7 dias e pode passar por tratamento em casa, com muita hidratação, repouso e remédios que ajudam no alívio dos sintomas.

Em casos de infecções, porém, é indicado procurar por atendimento médico. Nesses casos, é comum o aparecimento de sinais como mais de 10 evacuações por dia, diarreia por mais de 5 dias seguidos e febre acima de 38,5ºC, além de presença de sangue nas fezes.

Leave A Comment